Amora na menopausa – benefícios, efeitos e mais

A menopausa é um problema enfrentado por toda mulher, ela é caracterizada pela ocorrência espontânea da última menstruação, costuma ocorrer a partir dos 50 anos. Mas, os sintomas desagradáveis da menopausa podem começar a aparecer um pouco antes, aos 40 anos. Apesar de ser um processo natural, é incômodo e pode acarretar diversos sintomas físicos e comportamentais. Esses sintoma podem ser leves ou severos, como: ressecamento vaginal, ondas de calor, suores noturno, insônia, diminuição da libido, diminuição da memória e atenção, perda de massa óssea, alterações na distribuição da gordura, aumento do risco cardiovascular, depressão, dentre outros.

Tratamentos para menopausa

A menopausa pode ser tratada por reposição hormonal, que apresenta muitas contraindicações e efeitos colaterais desagradáveis e perigosos, como o aumento do risco de desenvolvimento de câncer de mama, cólon e outros. Além do tratamento hormonal, existem terapias alternativas, onde são ministrados medicamentos não hormonais, que melhoram os sintomas da menopausa e não oferecem efeitos colaterais, como é o caso do extrato de amora.

Extrato de amora e seus benefícios na menopausa

Pesquisas apontam a amora como um dos alimentos mais benéficos para a saúde devido ao seu alto teor de nutrientes, tais como: antioxidantes, fitonutrientes, fibras, Ferro,Magnésio, Potássio, Zinco, entre outros. A amora é eficaz na prevenção de danos nas células de DNA a partir dos radicais livres, que são a causa de muitos problemas de saúde, como o câncer, doenças cardiovasculares, doença de degeneração muscular, envelhecimento e muitos mais. A amora também é eficaz em melhorar a saúde dos olhos, a imunidade, a memória e promover a saúde do cabelo e da pele.

O extrato da amora atua na regulação da má distribuição da gordura corporal, um dos sintomas da menopausa, conseguindo eliminar uma maior quantidade de gordura nas fezes, inibindo o acúmulo de gordura e, consequentemente, normalizando a distribuição da gordura corporal. Aliado a uma dieta balanceada e a exercícios, o extrato de amora auxilia na perda de peso e regulação do intestino.

O extrato de amora possui grande quantidade de cálcio, magnésio, ácido láctico e aminoácido, que trabalham em conjunto por uma melhor e maior absorção dos nutrientes presentes, prevenindo a perda de massa óssea, anemia, melhorando o tônus muscular, resolvendo assim os problemas com osteoporose, fadiga e disposição apresentados durante a menopausa.

Problemas como insônia, diminuição da atenção e memória, que costumam ocorrer na menopausa, são facilmente resolvidos com o uso do extrato de amora, pois nele contém poderosos antioxidantes e flavonóides, o que ajuda no controle da diabetes, reduz o risco cardiovascular e reforça o sistema nervoso, funcionando como um tônico cerebral, aumentando a memória, atenção, diminuindo as dores de cabeça e auxiliando para uma boa noite de sono.

Outro nutriente presente em abundância no extrato de amora é a vitamina C, conhecida por sua ação protetor, fortalece o sistema imunológico, oferecendo mais energia e disposição.

Estudos comprovam que o extrato de amora é um regulador hormonal natural e atua com bastante eficácia nos demais sintomas da menopausa como ressecamento vaginal, irritação, ansiedade, nervosismo, dores musculares, dores nas articulações, ondas de calor, suores, alterações no desejo sexual, depressão, insônia, cefaléia, problemas urinários, dentre outros.

Mulheres que fazem uso do extrato de amora regularmente, relatam uma melhora significativa nos sintomas da menopausa. 

Contraindicações do extrato de amora

Não se preocupe! As cápsulas do extrato de amora não apresentam nenhum efeito colateral negativo e não possuem nenhuma contraindicação. o extrato de amora é um composto seguro e 100% eficaz.

Extrato de Amora – Como usar?

É bem fácil! Para alcançar uma melhora significativa e usufruir de todos os benefícios do extrato de amora, você deve tomar uma cápsula do extrato de amora 30 minutos antes do almoço e 30 minutos antes do jantar.

Chá de amora X Extrato de Amora – Qual usar?

Em estudos clínicos desenvolvidos por especialistas independentes, tanto o chá da folha, quanto o extrato de amora apresentam os mesmo benefícios para o organismo. Porém, no chá da folha de amora a concentração dos nutrientes e demais componentes é muito mais baixa, o que promove leves mudanças, ou quase nenhuma, no organismo. Não sendo notada melhora nos sintomas na menopausa, por muitas de suas usuárias.

Já nas cápsulas do extrato de amora, os benefícios, principalmente em relação aos sintomas relacionados a menopausa são notados rapidamente pois, cada cápsula contém 500mg de extrato concentrado de amora, o que potencializa seus efeitos. Por isso, para quem sofre com os severos sintomas da menopausa e deseja uma melhora imediata é indicado o uso das cápsulas de extrato de amora. 

Compartilhe com seus amigos...Share on Facebook

2 Comentários

  1. Kalina Wanderley says:

    O uso da soja melhora os efeitos da menopausa por conter flavonóides mas faz mal a quem tem cistos nos ovários e mamas. A amora tb pode causar esse efeito negativo?

  2. Márcia Rocha says:

    Comecei a tomar extrato de amora a três dias e estou maavilhada. O calorão que sentia e que me acordava a noite toda sumiu. Tomo 20 gotas 3 vezes ao dia.

Deixe um comentário